Blog

10 de julho de 2019

As principais características dos colaboradores de Inbound Marketing

Por Daniel D'Amelio

No sexto artigo da série “Mercado de Inbound Marketing para agências”, trazemos várias dicas de como escolher os profissionais para trabalhar com a metodologia e as características que os tornam eficazes.

 

Para trabalhar com Inbound Marketing não se pode prescindir de ter uma boa equipe. A metodologia já passou do estágio inicial no mercado, ou seja, as empresas já testaram e viram que dá certo. O foco, agora, se tornou conquistar e preparar os melhores colaboradores formando um time de alta capacidade de entrega.

 

 

Porém, não se pode resumir em encontrar os melhores se baseando nas especialidades técnicas. Os gestores de agências digitais precisam estar atentos nas posturas comportamentais. O Inbound exige muita capacidade de testar, implementar, medir e refazer. Por isso, ser dinâmico e capaz de se adaptar tem de ser uma prática constante.

 

A seguir, vamos mostrar como identificar os tipos de colaboradores, as características técnicas e comportamentais dos profissionais que são fundamentais para o sucesso do negócio ao se utilizar da automação de marketing como ferramenta.

 

Tipos de colaboradores de Inbound Marketing

 

Sabemos o quanto é difícil montar uma equipe. Ainda mais quando se trará de uma área, relativamente nova, que conta com recursos escassos. No Inbound Marketing, temos uma peculiaridade. Ao passar dos anos, até se pode encontrar e bons profissionais com qualificação. Porém, eles não são muitos. Os que se destacam, recebem valores acima da média do marketing digital.

 

Por outro lado, encontramos muitos profissionais recém-formados, em faculdades que não ensinam nada da metodologia, que querem ingressar no novo mercado pois vislumbram boas oportunidades. Nestes casos, é preciso focar mais no lado comportamental do que nas questões técnicas. Um gestor de agência tem de saber diferenciar e identificar que tem potencial de crescimento se for bem treinado tecnicamente.

 

Uma dúvida que aparece constantemente é a de quais são os colaboradores necessários para montar um time de Inbound Marketing. A resposta, invariavelmente, fica no famoso “depende”. As variáveis dependerão de quantos clientes a agência já tem, quanto se pretende investir no crescimento, quais as perspectivas de crescimento, entre outras.

 

Mas para ajudar, vamos listar os principais tipos de colaboradores que se pode contratar:

 

Redator(a)

 

Esse tipo de profissional ainda detém grande valor no mercado de marketing digital. Pelo fato de já obter conhecimento em produção de textos voltados para os ambientes online, um(a) redator(a) pode contribuir – e muito – para as ações de Inbound. Lembre-se: você precisará escrever e-mails marketing, redigir newsletters, editar materiais ricos, roteirizar vídeos, publicar nas redes sociais, criar landing pages e mais outras peças.

 

Se você ainda não tem verba o suficiente para montar uma equipe especializada no Inbound, o gestor pode ficar responsável pelas atividades estratégicas e táticas. Repassando, assim, apenas a produção dos textos para esse redator. Caso se tenha verba para outros profissionais especializados, o redator pode ser interno ou terceirizado. Fica ao critério da agência decidir.

 

Analista de Inbound Marketing

 

Essa é a função mais clássica na área. Um especialista na metodologia, em sua maioria das vezes, faz com que o profissional seja o desbravador do Inbound Marketing na agência ou na empresa. Ele que ajuda a entender a importância de como obter resultados aplicando campanhas com fluxos de automação e outros entregáveis.

 

É um profissional que estudou bastante sobre o assunto, tem noção tanto das questões editoriais da produção dos conteúdos quanto da organização das campanhas. Sempre, é claro, com a visão dos resultados. Ele não precisa ser especialista em nenhuma atividade técnica (redação, SEO, mídias pagas, mídias sociais etc.), entretanto necessita conhecer um pouco de tudo para organizar a implementação no software de automação.

 

Gerente/ Coordenador

 

Um tipo de profissional com mais de 3 anos em trabalhos com o método estão capazes de assumir cargos de liderança em Inbound. Obviamente, que as questões comportamentais para saber se a pessoa tem condições de liderar equipe, mas o tempo trabalho conta bastante.

 

Depende do local onde se trabalha, o responsável pela estratégia do Inbound Marketing é chamado de Gerente ou Coordenador. Na prática, isso pouco importa. Vale mais para as regras e as preocupações trabalhistas adotadas pela empresa e ou agência.

 

Além de ter conhecimento avançado nas entregas técnicas, o gerente ou coordenador precisa ser bom em fazer atendimento ao cliente (interno ou externo), controlar processos, organizar tarefas da equipe e gerenciar resultados.

 

Especialista em softwares

 

É fato que no marketing, hoje em dia, os softwares estão disseminados nas estratégias adotada. Para cada especialidade, existe uma ferramenta que resolve um problema. Desde criação de imagens (exemplo: Canva), passando por publicação de social media (exemplo: Hootsuite) até software de automação de marketing (SharpSpring) e gerenciamento de métricas (Google Analytics).

 

Com esse novo cenário, alguns profissionais – em vários casos deles vindos da área de desenvolvimento e programação – contribuem para implementar os softwares da melhor maneira. Como o Inbound integra várias iniciativas, esse colaborar pode ajudar bastante no dia a dia. 

 

Características técnicas dos profissionais de Inbound Marketing

 

Muitas dúvidas ainda aparece para escolher os colaboradores que vão executar as atividades relacionadas à automação de marketing. Mesmo gestores experientes em marketing encontram limitações para identificar as pessoas mais adequadas para colocar em prática o Inbound.

 

Isso pode ser um problema pois ter que contratar um profissional e ter que dispensá-lo logo depois gera custos extras e compromete a rentabilidade da agência, por exemplo. Por isso, é preciso fazer com esse profissional saiba bem cada uma técnicas abaixo.

 

Marketing Digital: o Inbound Marketing é uma variação do marketing digital, que por sua vez, nasceu para tornar online todas as ações que aconteciam no chamado “mundo offline”. Depois de um tempo, as estratégias passaram a serem iniciadas nos ambientes digitais, os novos profissionais têm de ter consciência que necessita saber bem as regras do marketing digital para se favorecer na estratégia de Inbound.

 

Redação: como descrito no tópico “tipos de colaboradores de Inbound Marketing”, acima, todo profissional de Inbound precisa saber escrever. Claro, não precisa ser um especialista. Mas exige-se, sim, que saiba ter clareza nos textos. Isso vale para pautar a redação como para escrever quando necessário.

 

Design: o que se pede é conhecimento básico na escolha de identidade visual, uso de imagens, escolha coerente de cores, entre outros fatores. No Inbound, o Design e o Texto se entrelaçam em vários momentos, conhecer ambos os aspectos ajuda na diferenciação.

 

SEO (Search Engine Optimization): as buscas orgânicas representam a maior parte da fonte de origem dos websites corporativos. Escolhas de palavras-chaves, estruturação das páginas, identificação de como manter a audiência ativa, são alguns dos fatores básicos que ajudará a entender como o SEO impacta no negócio. Ferramentas como Semrush, Webceo, Moz, Keyword Planner, entre outras, ajudam no dia a dia.

 

Mídia Paga: em alguns locais, os profissionais antes especializados em performance digital migram para o Inbound. Devido ao viés focado em resultados, isso facilita a mudança. Para aqueles que não são certificados, recomenda-se conhecer bem como as campanhas impulsionam os resultados de topo e meio de funil.

 

Redes Sociais: mesmo não sendo preponderante, as redes sociais ainda são canais importantes para trazer tráfego qualificado aos websites e/ou blog. Trabalhar bem o calendário de conteúdo pode ter grande impacto positivo nas métricas.

 

Software de Automação de Marketing: essa, provavelmente, seja a principal atribuição técnica que um profissional de Inbound deve ter. A ferramenta de automação necessita de pessoas que saibam gerenciá-las bem, por que sozinha não funciona sozinha. O capital intelectual é fundamental.

 

Outras atividades: além de tudo que foi listado acima, outros conhecimentos também são bem vindos. Saber publicar e editar no WordPress; facilidade com construtores de Landing Pages; entendimento básico (pelo menos) de HTML; impulsionamento de publicações nas redes sociais; extrair relatórios do Google Analytics e da ferramenta de Inbound; entre outras.

 

Leia mais:

 

Características comportamentais dos profissionais de Inbound Marketing

 

Bom, já falamos dos tipos de colaboradores e quais conhecimentos técnicos eles necessitam. Não podemos esquecer, claramente, as características comportamentais. Em muitos casos, percebemos que agências e empresas escolhem, primeiramente, “quem” depois avaliam “o que” os profissionais sabem. Isso tem a ver com cultura organizacional e visão dos gestores. Importantes fatores para ter um clima saudável e produtivo.

 

A seguir, algumas posturas que são admiradas na área:

 

  • disposição para aprender novas técnicas;
  • rapidez para implementar as novas possibilidades;
  • saber estruturar ideias para implementar corretamente;
  • dinamismo no dia a dia;
  • capacidade de analisar resultados.

 

Além disso, outro fator que podemos perceber é a Polivalência. Por exemplo: um designer que sabe de html e ajuda a otimizar o CSS de uma Landing Page; um Redator que conhece as técnicas de SEO; um profissional de mídia que entrega boa redação; um programador que consegue transitar por UX (User Experience); entre outros.

 

Leia mais:

 

Especialização em segmentos de atuação

 

Para finalizar, muitas agências buscam se especializar em segmentos do mercado. O objetivo, nessas situações, é de ganhar em escala na produção dos materiais e gestão dos softwares. Se a maioria dos clientes tiverem similaridade de atuação, fica mais colocar o mesmo profissional para atender os clientes. 

 

Além disso, proporciona à agência digital em se tornar referência no mercado. Conquistando, assim, mais facilmente clientes e até se tornando fonte de informação qualificada para palestras e entrevistas com a imprensa.

 

Já vimos algumas agências se especializando em Educação. Eles conquistam clientes como: escolas, universidades, associações do ramo, softwares especializados etc. Em outros parceiros, eles atendem empresas de Saúde. Implementando estratégias desde clínicas estéticas até consultórios e hospitais. E o terceiro exemplo seriam as Franquias, onde as associações, os franqueadores e as franquias precisam se comunicar melhor para alavancar os resultados.

 

Pegando carona nessa estratégia, os colaboradores acabam se tornando especialistas nos nichos de mercados. O que possibilita se posicionar com ainda mais conhecimento e marcar presença no setor escolhido para a atuação.

 

Leia mais:

 

Série: Mercado de Inbound Marketing para agências

 

Confira todos os textos da série que estamos publicando:

 

  1. O Mercado de Inbound Marketing para agências
  2. Estratégias de Inbound, Automação de Marketing e Personas
  3. Os principais serviços que a agência pode oferecer
  4. Quais os clientes com perfil para contratar Inbound Marketing
  5. As principais métricas de Inbound Marketing
  6. As principais características dos colaboradores de Inbound Marketing
  7. Elaborando a precificação para serviços de Inbound Marketing
  8. Ferramentas e recursos necessários
  9. Dores e dificuldades da agência de Inbound Marketing
  10. Cases de sucesso de agências parceira

 

Por Eduardo Correia, Country Partner Manager na SharpSpring Brasil. Formado em Design e com MBA em Marketing Estratégico pela USP, é especialista em Inbound Marketing atuando na estratégia de conteúdo, lead nurturing, abertura de novos canais e parcerias. Duas vezes finalista do prêmio Digitalks na categoria Inbound Marketing e vencedor do prêmio ABRADi na categoria Negócios.

 

Compartilhe



Conteúdo relacionado

Quer ficar por
dentro das novidades do nosso blog?
Assine nossa newsletter.

Go to Top